LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

LIVE:

logo radio veneno vertical

EXPLORE

SCROLL RIGHT →
8-BitAcidAcidAcid HouseAfricanAfrican DiasporaAfrobeatAlternativeAmbientB MovieBahia BassBaileBalearicBassBlack Hole SoundtrackBrazilian FunkBrazilian GrimeBrazilian MusicBrazilian R&BBrazilian RapBrazilian TrapBrazilian TrapBreak BeatBreakbeatCape JazzChicagoChillChopped and ScrewedClassicalCold WaveCosmic SequencesCozy EletronicaCumbiaDancehallDeep HouseDetroit HouseDetroit TechnoDiscoDowntempoDramaDream PopDroneDrum & BassDubDub TechnoDubstepElectroElectroacousticElectronicEletronicaEnigmatic EletronicaEthio JazzExperimentalExploitationExtraterrestrial SynthesizersField RecordingsFolkFootworkFree JazzFunkFunk/SoulFunk/SoulFusionG-FunkGarageGarage RockGetto HouseGlobalGrimeGrooveHard RockHard TechnoHard TechnoHardcore PunkHauntologyHeavy PsychHip HopHorrorHouseHouse/TechnoIDMIndieIndieIndie DanceIndustrialIntergalactic ArpeggiatorsInterviewIntimate HouseIntrospective TechnoItalo DiscoJazzJungleLatinLeftfieldLeftfield PopLiquidLiveLive PerformanceLo-fiLove SongsLow BudgetMelancholic Dance FloorMemphis RapMinimalMinimal SynthModalMPBMVF 2018No WaveNocturne DowntempoNoiseNon-western worldNu JazzNueva Canción ChilenaObscuritiesOracle TechnoPhonkPitch DownPlugPodcastPoliziotteschiPopPost PunkProtopunkPsychedelicPunkPunk RockR & BRapReggaeRhythm & GrooveRitualistc CircleRockRocksteadySambaSamba RockSci-FiSelectaSocaSoulSound CollageSoundtracksSpace MusicSpiritual JazzSpiritual JazzSpoken WordStellar NoisesSudanese FolkSynthSynthpopSynthpunkSynthwaveTaiko DrumsTalk ShowTalksTechnoTraditional JapaneseTranceTrapTrip HopTurkish rockTwo StepUKUK GarageUKGUpside DowntempoVaporwaveVintageVinyl-OnlyWaveWesternWorld

SEARCH

SHOWS

Isso é muito Voodoohop

“mas o que é que toca nessa festa?”

por muito tempo, essa foi uma pergunta fácil de se encontrar nos eventos da Voodoohop, mas bastante difícil de responder.

com mais de 10 anos de história, o coletivo Voodoohop surgiu movimentando corpos diferentes em lugares inusitados do centro de São Paulo, abrindo espaços e fronteiras para se definir o que é uma festa, desbravando as ruas e ocupando locais antes inexplorados pela cena noturna, fazendo de cada encontro mais do que apenas uma festa, mas uma experiência.

na diversidade catártica de seus eventos, a música criada, ressignificada e transformada por alí surge como um catalisador de um movimento que rememora a antropofagia brasileira, ampliando os conceitos de “música de balada” e fazendo todo mundo dançar numa gororoba sonora que podia ir da cumbia ao jazz experimental, do post-punk ao samba, da música ancestral batuqueira aos sons industriais e digitais de um techno de vanguarda – às vezes no set de um mesmo dj. tudo podia e valia naquele espaço de experimentação total que foi uma das maiores influências do underground de são paulo e de onde surgiram inúmeros movimentos que evoluíram para ocupar e definir os territórios dessa cena independente.

nesse programa vamos tentar responder na prática, afinal: o que é que toca nessa festa?

EPISODE LIST
FIND MORE
Isso é muito Voodoohop

“mas o que é que toca nessa festa?”

por muito tempo, essa foi uma pergunta fácil de se encontrar nos eventos da Voodoohop, mas bastante difícil de responder.

com mais de 10 anos de história, o coletivo Voodoohop surgiu movimentando corpos diferentes em lugares inusitados do centro de São Paulo, abrindo espaços e fronteiras para se definir o que é uma festa, desbravando as ruas e ocupando locais antes inexplorados pela cena noturna, fazendo de cada encontro mais do que apenas uma festa, mas uma experiência.

na diversidade catártica de seus eventos, a música criada, ressignificada e transformada por alí surge como um catalisador de um movimento que rememora a antropofagia brasileira, ampliando os conceitos de “música de balada” e fazendo todo mundo dançar numa gororoba sonora que podia ir da cumbia ao jazz experimental, do post-punk ao samba, da música ancestral batuqueira aos sons industriais e digitais de um techno de vanguarda – às vezes no set de um mesmo dj. tudo podia e valia naquele espaço de experimentação total que foi uma das maiores influências do underground de são paulo e de onde surgiram inúmeros movimentos que evoluíram para ocupar e definir os territórios dessa cena independente.

nesse programa vamos tentar responder na prática, afinal: o que é que toca nessa festa?

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.